Páginas

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Já pensou dar de cara com Ele?

(...) Jesus saiu com os discípulos e foi para o outro lado do riacho de Cedrom. Havia ali um jardim, onde Jesus entrou com eles. Judas, o traidor, conhecia aquele lugar porque Jesus tinha se reunido muitas vezes ali com os discípulos. Então Judas foi ao jardim com um grupo de soldados e alguns guardas do Templo mandados pelos chefes dos sacerdotes e pelos fariseus. Eles estavam armados e levavam lanternas e tochas. Jesus sabia de tudo o que lhe ia acontecer. Por isso caminhou na direção deles e perguntou:
— Quem é que vocês estão procurando?
— Jesus de Nazaré! — responderam.
— Sou eu! — disse Jesus.
Judas, o traidor, estava com eles. Quando Jesus disse: “Sou eu”, eles recuaram e caíram no chão. 


Essa é uma das passagens das Escrituras que mais me fascina, óbvio que os que estavam envolvidos na cena, não sabiam quem era Jesus e nem o que Ele representava para humanidade, apesar que até hoje muitos ainda não saibam. Mas isso é uma outra história.
Lembrei-me desta passagem, quando relendo um trecho do livro Milagres de C.S.Lewis e contido no "Um ano com C.S.Lewis" da Ed. Ultimato, diz:

Já pensou dar de cara com ele?

É SEMPRE chocante encontrar vida quando pensamos estar sós. “Venha ver!”, gritamos, “está vivo”. É exatamente nesse ponto que muitos recuam – eu teria feito o mesmo se pudesse – e deixam de buscar o cristianismo.
Acreditar em um “Deus impessoal” – tudo bem. Em um Deus subjetivo, fonte de toda a beleza, verdade e bondade, que vive na mente das pessoas – melhor ainda. Em alguma energia gerada pela interação entre as pessoas, em algum poder avassalador que podemos deixar fluir – o ideal. Mas sentir o próprio Deus, vivo, puxando do outro lado da corda, aproximando-se em uma velocidade infinita, o caçador, rei, marido – é outra coisa. Há um momento em que as crianças que estão brincando de polícia e ladrão, de repente, ficam quietas e uma sussurra no ouvido da outra: “Você ouviu aqueles passos no corredor?” Chega uma hora em que as pessoas que ficam brincando com a religião (“a famosa busca do homem por Deus”), de repente, voltam atrás: “Já pensou se nós o encontrássemos mesmo? Não é essa a nossa intenção! E, o pior de tudo, já pensou se ele nos achasse?”


A propósito Ele está mais próximo de nós do que imaginamos. 
Quem é que vocês estão procurando? - disse Jesus.
Quem é que vocês estão procurando? - Feliz 2.014


- BLH (Bíblia Linguegem de Hoje)
- Um ano com C.S.Lewis - Editora Ultimato

Compartilhe

Bookmark and Share
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens Recentes

Ocorreu um erro neste gadget

Comentários

Este blog possui atualmente: Comentários em Artigos! Widget UsuárioCompulsivo

As mais Visitadas

Indique aos amigos...

Contatos

Se você não participa de nenhuma Comunidade Social,
então utilize o:
Skype
ou e-Mail para falar comigo. Até mais!

luiz.prj@hotmail.com

luiz.antonio1001

Ouça e Faça Download das Mensagens

Arquivo do Blog

Temas

Site Caio Fábio

Site Caio Fábio
Baixe gratuitamente, livros, mensagens e conteúdos diversos.

Simplesmente Reflexão & Ação

Visualizações de Página